Páginas

segunda-feira, junho 25, 2012

O último dos dinossauros




Abrevia-se da vida a inspiração Darwinista, o jovem espécime de 100 anos se despede, deixando aos poucos admiradores a sensação de uma cratera na engrenagem desta “bio-vida”, mais um ser que fará parte apenas em fotos nos livros da ciência, que nunca retratará sua real existência.



Quantos ainda terão de pagar com suas vidas, para saciar a irracional fome dos ainda não extintos seres humanos?



 
Findo-Me
 

quarta-feira, junho 06, 2012

Reconheço! A culpa é nossa. Quem os elegeu fomos nós...




A segurança dos cidadãos contribuintes (do Jaboatão dos Guararapes e demais cidades deste estado) está entregue as traças.

Alunos ameaçados, pais desesperados. Por diversas vezes tenho escutado de pais de alunos e de minha própria filha, sobre vários assaltos ocorridos nas proximidades da escola que ela estuda (isto não é um fato isolado), hoje ouvi boatos de que os bandidos mandaram aviso de que irão invadir a escola, já que os pais estão acompanhando seus filhos e impedindo as ações dos meliantes. Não sei até onde tudo isso vai chegar, só não vejo as pessoas se incomodarem quanto a esse tipo de situação, será que só iremos agir quando sentirmos isso na carne?
Rezo para que não!
 
Precisamos de ações urgentes das autoridades, sinto que não há a menor condição de continuarmos nesta situação, não adianta fechar os olhos para essa realidade dolorosa (nos omitirmos por medo ou indiferença), enquanto os direitos humanos garantem condições mais dignas aos que estão a margem da sociedade, os filhos dos que pagam os salários dos gestores públicos estão pedindo socorro. Não consigo ver outra solução: ou o Estado toma imediatamente as providências cabíveis quanto ao CAOS que já está instaurado na cidade, ou a própria população que já não aguenta mais essa pressão, tomará suas próprias ações para se proteger. Enquanto de um lado o Governo nos cobra os impostos, do outro está o resultado na ineficácia dos serviços por ele prestado, e o contribuinte arrastando esta barco furado, sem a quem poder contar.

Reconheço! A culpa é nossa. Quem os elegeu fomos nós...


#Fato : “Cada povo tem o governo que merece”


Quando um policial mata um bandido, os Direitos Humanos logo se apresentam aos gritos e lágrimas, denunciando a violência das autoridades... Quando um bandido mata um cidadão comum, ou mesmo um policial, o silêncio agressivo e assino desses humanitários seres, indignam e enfurecem os que tentam sobreviver no meio deste tiroteio.


Findo-Me