Páginas

domingo, novembro 13, 2011

A trupe do Vassourão vence por “WO”.

A limpeza que gera segurança.
Então, para onde está indo o lixo que não está sendo recolhido?
Já sei!!!! 
Pra debaixo do tapete.

Invasão pacífica? Nada na caçamba?
 


Afugentados, os ratos se refugiam. Onde?
Enquanto o lixo continua em baixo do tapete, a “Garizada” refestela-se com o ônus da vitória por “WO”. “Bandido que é bandido”, não deixa de ser bandido de uma hora pra outra, disfarça-se de ovelha e enrola o “cão pastor”, pra um dia retornar triunfante a velha toca, sofrendo e silencioso se mantem o rebanho, temendo o regresso do lobo. Ainda que retirem quase todo lixo que existe, a grande preocupação é: onde armazenar todo ele? A unidade expurgada da sociedade custa caro pro cidadão contribuinte, como manter? Pelo visto, além do rodízio de placas, veremos o rodízio de presos. Também é possível haver o temeroso fenômeno de migração, como a dos pacatos “gnus” na África, diferentemente do animal com chifres, adornam-se estes com AR-15 e AK-47. Vejo uma metáfora: o bom vizinho que joga o lixo em terreno alheio.
 




Espero que haja uma ação verdadeiramente completa e eficaz, caso contrário, é importante lembrar: Copa do Mundo é de quatro em quatro anos. No Brasil, a última foi há 61 anos, é muito tempo pra uma nova faxina, acumular lixo não é bom, precisamos aprender a reciclar, pois, todos sabem que incinerar é crime!



Findo-me