Páginas

sábado, outubro 22, 2011

Liberdade para todos, Software Livre (SL), Pensamento Livre, Ideia Livre, Homem Livre, Mundo Livre...



O conceito de livre em softwares como o GNU/Linux se dá, quando são respeitados seus quatro princípios de liberdade fundamentais:

Liberdade 0: A liberdade para executar o programa, para qualquer propósito
Liberdade 1: A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades.
Liberdade 2: A liberdade de redistribuir, cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo.
Liberdade 3: A liberdade de modificar o programa, e liberar estas modificações, de modo que toda a comunidade se beneficie.
[Free Software Foundation: http://www.fsf.org/]

Estes são vistos como direitos e deveres principais de toda distribuição direta ou derivada de produtos com esse propósito.



A princípio havia uma resistência em aceitar tanta liberdade, por isso fora desacreditado por muitos usuários que o vira com desconfiança e preconceito (achando que não iria dar certo), mas, a medida em que o SL fora amadurecendo e ganhando mais adeptos, seu perfil foi tomando novos olhares condescendentes, e então, fora desmistificado a imagem de complicado e incipiente,  tornando-o hoje um dos softwares mais seguros e baixados por internautas. Claro! Sua interface tornou-se mais amigável, o que facilitou seu uso por pessoas com pouco entendimento em informática, conquistando inclusive fieis usuários do x-Windows (seu maior concorrente) onde detinha quase toda fatia do mercado de computadores pessoais (na época). Acredito, que não obstante, muito mais empresas (publica/privadas) irão aderir a este confiável, completo e seguro recurso tecnológico (GRÁTIS), é engraçado, pois já ouvi muito na vida uma frase que dizia assim: “Quando a esmola é demais, o santo desconfia!”, no nosso caso substituímos o “...a esmola é demais,...” por “...o software é de graça,...”, mas, hoje vemos que essa realidade distorceu o ditado popular, até então, visto como uma verdade na boca de muitos.

É Sr. Linus! A simpática imagem gorducha e satisfeita do pinguim deu certo de verdade, e vem conquistando muito mais usuários, o “Kernel” do GNU possui várias roupagens, ou “Distro”, como muitos internautas gostam de chamar.




Graças a Filosofia do SL, hoje eu sou seguidor e defensor, não apenas do uso de produtos livre de licença, mas, também, do pensamento livre e da ideia livre, pois, acredito que a humanidade tem o direito de ter acesso e a mudar (para melhor) o mundo em que vivemos, sem precisar pedir licença para isso a ninguém. Compartilho minhas ideias com todos, mas, assim como alguns pensadores dessa mesma liberdade, apenas peço que seja citado o meu nome, por menor que seja minha participação no projeto.

Como no post anterior onde apresentei a evolução linear do Windows, apresento aqui a “pluri-evolução” do Projeto GNU/Linux, sua árvore e “distros”: [Fonte:
Wikipedia.org]




Findo-me

terça-feira, outubro 18, 2011

Excelentes Facas para uma boa aventura na mata

Algumas Facas que gostei ao vasculhar a web - Grandes Cuteleiros...































Modelos que uso
Faca Skinner de pescoço - Cuteleiro P.Lopes

Faca Mateira Teiú - Cuteleiro P. Suett e Design #ChacalTrilheiro

Faca de pescoço Caninana - Cuteleiro P.Lopes e Design #ChacalTrilheiro

segunda-feira, outubro 17, 2011

. : | Evolution

Evoluimos mesmo? E porque tanta miséria, violência, roubalheira e lixo no mundo?



E a evolução do Windows como foi? Está bem melhor, porém, consome mais recursos tecnológicos...
Sua segurança permanece a mesma? Vulnerável? Testemos então...













Findo-me

sábado, outubro 15, 2011

“Tricotagem”, teares, seringas e dinheiro fácil. O vale tudo por um negócio de risco.


Se sua mãe encontrar uma seringa no bolso de sua calça, diga que veio da ultima moda, denominada “Tori-Toma”...

Brincadeiras a parte, sinto-me assustado com tudo isso, até onde vai a capacidade do ser humano em ganhar dinheiro fácil?





É impressionante a capacidade das pessoas em querer levar a vantagem sobre muitas coisas neste mundão de meu Deus, os fatos ocorridos nesses últimos dias mostram isso que vos falo. Claro! Imagino que tudo isso seja apenas uma ponta do grande iceberg, o que estou reavivando em nossas recentes lembranças é o caso do LIXO-HOSPITALAR “infectado” advindos da terra do Tio Sam, este nobre senhor observa do alto de sua personificação de Dono do Mundo, os subalternos países abaixo da Linha do Equador como sendo sua latrina ou lixeira, em paralelo, a presença de espírito de pessoas (seres viventes por dinheiro), as quais não quero sujar essas linhas com o que penso delas, em achar que estão fazendo um bom negócio em comprar material expurgado do exterior, denominando-se como importadores de tecidos com falha.





Ora senhores!!!
Porque nos tomam como imbecis?
Acreditas de fato que não vemos um oportunista em meio a tanta sujeira? A má sorte de vocês é que essa sabotagem aos preceitos da boa saúde, fora desmascarada na 6ª remessa (Espero!)... Como é vergonhoso saber que isso é um fato vindo de dentro do meu Estado, de Pernambucanos como eu.

Diante de tantas ataduras, seringas, sangue e roupa suja, pergunto: O risco é válido? O que um punhado de Reais no bolso não faz, não é? Vale até arriscar a própria saúde, pior!!! Arriscar a saúde e o negócio de muitas pessoas... Já se deram conta disso? Atitudes como a de vocês podem arruinar o negócio de muitos vizinhos, amigos, parentes? Pode trazer para a nossa Pátria Amada, bactérias, vírus, doenças que nem se quer sabemos como lidar? Essa irresponsabilidade pode trazer consequências ainda maiores, é como a brincadeira de rolar a bola de neve, começa com uma inocente e boa ideia do alto de uma ladeira, podendo chegar como uma avalanche de consequências negativas. O Governo Estadual e Federal deve sim por um ponto final com ações mais enérgicas quanto a esse fato, punição mesmo. Não pode haver perdão!

Não sou comerciante, mas:
Temo pelo risco a saúde de meus entes e amigos.
Temo pela imagem negativa que as pessoas a fora possam ter de meu estado e do meu país.
Temo em não saber o que ainda não sei. Por imaginar esse não ser um caso isolado.

Caso não cuidemos hoje da saúde de nosso planeta, um dia estaremos caminhando sobre nosso próprios dejetos (ou já estamos?), peço então o bom senso de todos, por um mundo melhor e mais saudável...
Pelo fim do lixo mundial sem controle e sem vergonha...
Pelo fim do vírus corruptível da humanidade...
Pelo futuro planeta de nossos filhos...
 













Findo-me