Páginas

quarta-feira, setembro 28, 2011

Aventura na veia




Todo bom aventureiro precisa ter religiosamente como base, para suas aventuras e desventuras em selva adentro, as regras de sobrevivência “de cor e salteado”. Além de: toda uma indumentária e tralhada necessária, para se manter um mínimo de condição nessa sua estada, seja rápida ou tardiamente imprevista.
Primeira lei de um bom aventureiro, por mais experiente que seja: “Nunca conte com o PREVISÍVEL, ele não existe nas condições de uma boa aventura...” ou você vai indesejavelmente descobrir que é inevitável o impossível e o imprevisto de lhe visitar com mais frequência que imagina. E aí parceiro! Não vai adiantar pedir para sair.





Bom!
Sejamos cautelosos sempre, a primeira coisa a se fazer é: Conhecer a si mesmo... hahahaha... Babaquice isso né? Nada disso! Temos sim que saber de nossas limitações (seja por questões de saúde ou físicas) e saber o quanto estamos preparados para uma aventura como essa. Não estou aqui falando de acampamento no seu quintal ou na sala de seu bangalô... É Fight meu irmão!!! Como diriam aqui os meus conterrâneos “É na vera!!!”, ou seja, de verdade.





Então!
Respeite a si mesmo e se previna, tomas: medicamentos controlados (tipo: pressão, diabetes e outros) ou mesmo é alérgico a alguma planta ou inseto, tem que se cuidar ao máximo, antes de decidir a entrar numa barca dessas, você deve falar antes com seu médico, pedindo todas as orientações;
Estando apto e autorizado por um especialista, não relaxe ainda, mesmo que esteja sendo acompanhado por um bom guia, é sempre bom conhecer bem este ambiente onde irá se aventurar (pesquise): tipos de animais peçonhentos da região, plantas venenosas e tipos de trilha que irá enfrentar. “O seu corpo é o seu limite”, de repente o seu guia pode não saber de tudo sobre você;
Antes de partir, avise a alguém de sua confiança onde irá se aventurar e quando irá retornar, para que, em caso de algum problema, esta pessoa poder tomar as devidas providências de socorro;







Sendo conhecedor do tipo de cruzada que está por enfrentar e diante de um bom guia local ou conhecedor da região, relacione tudo que irá precisar, faça isso em conjunto com mais alguém, para que não deixe nada de fora.
Se for uma caminhada de um dia só, estabeleça antes a área a ser explorada, observando o ambiente em volta e marcando em um mapa (melhor se for com relevos) desta mesma região, os pontos mais altos e principais do local de onde você está observando. Para isso, você irá precisar de: um bom cantil ou uma mochila de hidratação (de no mínimo 700ml), uma boa faca de sobrevivência (saiba como usá-la), uma bússola (claro! antes precisa saber usar uma dessas também), algum utensílio portátil para fazer fogo (pederneira, isqueiro, ou mesmo, caixa de fósforo .::pra não ter que ficar riscando pauzinhos::. kkkk), um kit de primeiros socorros (com tudo que você precise para dois dias), pastilhas de purificar água (é sempre bom ferver), repelente de insetos (vai que...), protetor solar (em caso de caminhada muito exposta ao sol), barras de cereal ou sachês de mel de abelha (pra repor a energia), e por fim o vestuário, roupas adequadas para trekking como: calça leve e resistente, camisa leve de mangas compridas, botas ou sapatos de caminhada pesada, meias hidro-repelente, chapéu ou boné, óculos de proteção ou escuros e luvas de couro.

Estabeleça a rota e siga a diante, em caso da trilha não ser devidamente sinalizada, sempre que possível, adote a estratégia de “Joãozinho e Maria” (para encontrar o caminho de volta), coloque pistas na trilha (por favor! não vá usar migalhas de pão... kkk), pode ser feito com pedras no chão formando uma seta da direção para onde está indo ou mesmo amarrando fitas de tecido natural (sempre preservar o meio ambiente) em cores bem chamativas em galhos de arvores.

Atenção! Leve sempre um saquinho para recolher o seu lixo, ou os guarde no bolso de sua calça ou mochila (sempre preservar o meio ambiente).

Uma aventura acompanhada, dobra suas chances de tudo dar certo, portanto compartilhe sempre com pessoas tão bem ou mais preparadas que você...

Agora sim pode relaxar... Aproveite o Visual e Boa Aventura!








Programas que assisto e recomendo:
À prova de tudo - Discovery Channel (com: Bear Grylls);


Survivorman - Discovery Channel (com: Les Stroud);


Casal Selvagem - Discovery Channel (com: Myke e Sua esposa Ruth);


Desafio em Dose Dupla - Discovery Channel (com: Cody Lundin e Dave Canterbury);


Blog que sigo e recomendo:
O Aventureiro (com: André Miranda)

Um Livro:
Manual de Sobrevivência. Para Uso de Civis e Militares.
Publicações Europa * América

Findo-me

quinta-feira, setembro 22, 2011

Ser ou não seria...




Dizem que empresas bisbilhotam seus perfis em sites de relacionamento, blogs, chats e tantos baratos a fora.



Sinceramente, não sei se tais empresas são realmente sérias, ou mesmo, se certas do que estão fazendo...

Se não somos em casa o que somos na rua, como poderíamos ser “nas nuvens” o que somos “na terra”, ainda que sejamos 100% na web o que somos nas nossas vidas - vai que haja um Caxias entre nós, não é? Ainda assim, não somos nem um terço ou um milésimo, do que somos nós mesmos...



Recomendação aos olheiros (bisbilhoteiros) plantonistas!

Não percam seu tempo procurando o profissional perfeito, esse não existe, nem mesmo você é, pois, acreditar conhecer as pessoas por seus perfis nesta grande Nau desgovernada, a nossa e sempre WWW, é não ter a menor das noções de quem somos realmente... Abstraia-se de suas teorias outrora estudadas, somos pessoas, não máquinas. O profissional perfeito para aquela vaga ainda não existe, na verdade qualquer um pode ser, nos adequamos a tudo, somos sobreviventes, é só uma questão de acreditar e confiar. Acredito na pessoa com atitude, essa pode mudar até o mundo...



Agora! Se...
Quer saber sobre mim? Pergunte-me...
Quer saber se sou capaz? Teste-me...
Quer me contratar? Aceito! Por: não menos do quanto está pensando e não mais do quanto te assuste... Quando começamos?

Findo-me

quinta-feira, setembro 08, 2011

Acordei da “Matrix” que me aprisionava...

























Já Basta!

Uma máscara para vingarmos...
Uma máscara para nos esconder da vergonha dos podres atos de nossos semelhantes...
Uma máscara para simbolizar uma mudança que não dá mais para esperar...


"Caminhando, cantando e seguindo sem ilusão..."


Ainda muito longe do ideal  Anarquista que sonho...














Findo-me