Páginas

sexta-feira, novembro 14, 2014

O Mestre do Aço, o Lagarto e o Chacal

Faca Teiú II



Projeto novo em parceria com o Mestre do Aço P.Suett: Uma faca de uso mateiro, sendo este, um projeto de segunda geração, com base na Faca Teiú I, também criada em parceria e forjada pelo mesmo cuteleiro.
Esta nova faca foi desenvolvida com: Cabo em canela preta, lâmina com 4mm de espessura, comprimento máximo de 25.7cm, largura máxima de 6.8cm, empunhadura com 11.5cm, aço 1070 com tempera seletiva.

Uma bruta obra, que por si só, reflete suas intenções.












Maiores informações:


 

sábado, maio 31, 2014

A propaganda da corrupção positivista.



"Viralatista" dentado e juramentado.


Freud não explica, assim como, estes mesmos entusiastas nunca explicarão esta qualidade que o SUS promove, bem como, a sofrível educação pública com seus miseráveis salários de professores, e somado a tudo isso, ainda vivenciamos uma estrutura sucateada e equipamentos longe de estarem funcionais, nestes, que são dois dos principais pilares dos serviços básicos, que qualquer político em eleição promete, tudo isso, com o seu e o nosso impostos (milionários) bancando.
É muito fácil gargarejar quando não se está usando o sistema, graças a: Um bom plano de saúde... Uma boa escola particular... Renda familiar diferenciada... E nunca precisar de uma cesta básica...



Claro! Recitar Nelson Rodrigues nessas horas é bem oportuno, relegando ao sofrido brasileiro a condição de um eterno “reclamão” e seu exagerado "complexo de vira-latas". Será que o próprio Nelson, do alto de sua postulante inquietude, não estaria hoje criticando este bacanal político? Ou estaria ele sentado em seu conformista pensamento de que "está tudo bem"?

Toda essa “cortina de fumaça”, que vem engordando o bordão do “deixa a copa rolar”, não vem mais surtindo o mesmo efeito que em de Copas passadas. O que hoje se vê, é uma miscigenada matilha batendo suas latas, gritando palavras de protestos, tudo isso, com o intuito de mostrar ao mundo, que o brasileiro, é sim, um apaixonado por sua Pátria e não um amordaçado voyeur plebeu, que espreita salivando o prazeroso banquete desta pudica elite.

Findo-Me!